icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
11/06/2014
16:27

A palavra protagonismo apareceu em três das quatro primeiras perguntas dirigidas a Neymar na coletiva concedida pelo jogador e pelo técnico Luiz Felipe Scolari, na Arena Corinthians, nesta quarta-feira. E em todas o camisa 10 adotou um discurso padrão, relegando a condição de destaque da Seleção e até mesmo da Copa.

- Estou preparado para ajudar meus companheiros e para estar 100% em campo e ajudar o time. Não jogo sozinho. São 11 jogadores em campo, fora os demais. É um time completo e todo mundo sabe bem do seu papel. É cada um cumprindo sua função, como todos estão fazendo. Assim nossa equipe pode ir muito longe - avisou.


Pelo Brasil, Neymar também coloca em segundo plano ambições pessoais e nem pensa, agora, em artilharia ou prêmio de melhor da Copa.

- Só quero título. Sempre sonhei com e o que mais quero hoje é o título. Individualmente, o que tiver de acontecer, vai acontecer, mas a coisa que mais quero hoje é ser campeão com a minha equipe - garantiu o atacante.

Apesar de ser a grande aposta de torcida e mídia para ser o craque do Mundial, o camisa 10 citou que a disputa por esse conquista não está restrita somente a ele e destacou outros dois jogadores que admira como candidatos a ocupar esse posto.

- Teremos muitos jogadores de qualidade. É difícil falar. Sou muito fã do Messi e do Cristiano Ronaldo, que são dois craques e podem despontar na Copa - apostou.