icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
17/11/2013
16:16

Fã declarado jogando na Seleção Brasileira ao lado do grande ídolo. Nem que o reencontro tenha sido por apenas 21 minutos. Neymar não fez gol, tampoucou Robinho, mas a volta da parceria no segundo tempo da goleada por 5 a 0 sobre Honduras, no amistoso de sábado em Miami (EUA), foi suficiente para o craque do Barcelona (ESP) deixar florescer o seu lado admirador.  

- Fico feliz, muito feliz de ver meu ídolo. Todos sabem disso. A alegria por ele estar na Seleção hoje, de ter feito uma ótima partida. Fico muito feliz, espero que ele dê sequência. Agora é manter o que a gente quer, que é estar vencendo sempre, que a gente está no caminho certo.

Convocado pela primeira vez por Luiz Felipe Scolari, o Rei das Pedaladas não vestia a Amarelinha desde 2011. Entrou no segundo tempo da partida e conseguiu deixar boa impressão ao enfrentar um adversário frágil tecnicamente . No quinto gol, de Hulk, usou a técnica e utilizou o calcanhar para servir o companheiro.

Neymar também trocou a bola na rede pelo uniforme de garçom diante dos hondurenhos - papel que também vem desempenhando com qualidade na sua primeira temporada no Barça, diga-se. O camisa 10 cobrou a falta que originou o segundo gol, de Dante. Vítima da violência rival, foi substituído por Hulk aos 21 minutos do segundo tempo.

Com o domingo de folga em Miami, a Seleção Brasileira volta a treinar na cidade na manhã dessa segunda, véspera do duelo com o Chile, em Toronto (CAN), também em caráter amistoso.

*O repórter viaja a Miami a conivte da Gillette