icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2014
17:23

O presidente da Associação de Futebol Argentino, Julio Grondona, morreu nesta quarta-feira sem ver dois de seus grandes desejos se realizar. Em entrevista ao LANCE!Net, em 2011, ele revelou que via seu compatriota Messi como o maior jogador de todos os tempos e também pediu uma Libertadores com times também da Concacaf.

No caso de Messi, a profecia ainda não se realizou. Apesar de já ter ganho quatro prêmios de melhor do mundo, ele não é reconhecido como o maior de todos os tempos e até perdeu a última eleição para Cristiano Ronaldo.

No caso da Libertadores, algumas conversas preliminares foram feitas e a Copa América de 2016 contará com alguns times da Concacaf, mas nada ainda de uma super Libertadores, com times de todas as Américas.

Leia a entrevista na íntegra aqui.