icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
11:39

Botafogo e Flamengo, os dois representantes cariocas na Copa Libertadores, cumpriram a primeira parte da fase de grupos da competição sul-americana, com quatro pontos cada, após três rodadas. A situação das equipes, contudo, é um pouco diferente, mesmo com a pontuação dos dois times sendo igual. O Alvinegro é o líder do Grupo 2. Já o Rubro-Negro, o segundo colocado do Grupo 7.

Apesar da derrota para o Independiente Del Valle (EQU), o Botafogo conseguiu se manter na liderança por conta do empate entre San Lorenzo (ARG) e Unión Española (CHI). Após empatar com o lanterna, o Flamengo deixou o Emelec (EQU) isolado na liderança, com dois pontos a mais na tabela.


Wallyson é o artilheiro do Alvinegro na competição (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)

JOGOS EM CASA:

Das três partidas restantes das duas equipes, o Botafogo terá a vantagem de poder jogar as próximas duas no Rio de Janeiro. No Maracanã, o time ainda não perdeu pontos e sequer sofreu gols, contando com o jogo da primeira fase, no qual venceu o Deportivo Quito (4 a 0) e depois, já pela fase de grupos, o San Lorenzo (2 a 0).  Já o Flamengo só terá mais um compromisso em casa - o último. No Maraca, venceu o Emelec (3 a 1), atual líder do Grupo 7, mas somou apenas um ponto diante do Bolívar (2 a 2).

RELEMBRE:
> De volta à Libertadores, Bota perde em Quito e vai precisar de dois gols no Rio
> 'O Gigante voltou!' Botafogo goleia e garante vaga na Copa Libertadores
> Dupla de ataque resolve, e Botafogo vence o time do papa Francisco
> Jogando com 10, Fla não resiste ao León e perde na estreia da Liberta
> Hernane marca em possível adeus, e Flamengo vence o Emelec
> Ferreyra marca no fim, e Botafogo traz ponto na bagagem do Chile
> Botafogo tem dois expulsos e perde fora na Libertadores, mas segue líder
> Flamengo vacila na defesa e só empata com o Bolívar no Maracanã

ALTITUDE:

As duas equipes já sentiram os efeitos da altitude dos duelos na competição sul-americana. Ainda na primeira fase, o Botafogo não conseguiu superar a adversidade climática de 2.800 metros acima do nível do mar, e saiu derrotado pelo Deportivo Quito por 1 a 0. Já na fase de grupos, o panorama se repetiu para as duas equipes. O Flamengo, na primeira rodada, perdeu para o León (MEX) por 2 a 1 em uma altitude de aproximadamente 2.000 metros, assim como o Alvinegro, nesta quarta, em Salgolqui (EQU), na derrota também por 2 a 1 a 2.500 metros acima do nível do mar. O Rubro-Negro, porém, ainda vai a La Paz para o jogo de volta diante do Bolívar, com cerca de 3.700 metros. Enquanto isso, o Botafogo não terá mais jogos nessas condições climáticas.

 
Presença de Elano não evitou derrota do Fla no México (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

PRESSÃO DA TORCIDA:

O empate diante do Bolívar gerou uma grande preocupação por parte da torcida, que chegou a vaiar o time de Jayme de Almeida. Situação que deu um pouco mais de pressão à equipe, pois se não pontuar nos outros dois jogos, pode já estar eliminado diante do León, no Maracanã, na última rodada. A média de público do Rubro-Negro na competição é de 38.495 torcedores. Líder, o Botafogo venceu tranquilo os dois compromissos em casa e teve o apoio da torcida, com média de 39.377 alvinegros nas arquibancadas.

SITUAÇÃO DAS EQUIPES:

No Grupo 2, o Botafogo lidera, com quatro pontos, ao lado de Independiente Del Valle e San Lorenzo, seguidos por Unión Española, com três. Pelo Grupo 7, o Emelec lidera com seis pontos, seguido por Flamengo e León, com quatro. O Bolívar está na lanterna, com apenas dois pontos.

Porém, as duas equipes têm algo em comum nas derrotas que sofreram. Na primeira rodada, Amaral foi expulso aos 11 minutos do primeiro tempo, o que ajudou na derrota do Flamengo para o León, no México. Nesta quarta-feira, em Sangolqui (EQU), duas expulsões também prejudicaram o time alvinegro, que acabou sendo derrotado por 2 a 1 pelo Independiete Del Valle. Além disso, os dois times têm uma vitória, um empate e uma derrota cada na fase de grupos da Libertadores.