icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/12/2013
19:49

A pancada foi dura. Pela segunda vez, Ronaldinho Gaúcho deixou o Mundial de Clubes com as mãos abanando. Nem o belo gol nesta quarta-feira, de falta, foi suficiente para garantir a vitória sobre o Raja Casablanca, na semifinal da competição. Eliminação precoce que doeu.

- Não tem como não estar abalado. A expectativa era grande após um ano maravilhoso, mas é duro. Agora é aceitar a derrota, assimilar e ver o que virá para a frente. Foi um jogo parelho, eles concluíram melhor, ampliaram no fim, quando estávamos no desespero e agora é ter cabeça fria e ver o que que resta - afirmou o camisa 10 do Galo.

Ronaldinho teve atuação apagada durante o primeiro tempo, teve leve melhora na etapa final, mas apagou na reta final. Agora, o jeito é enfrentar o Guangzhou na decisão do terceiro lugar, sábado.

R10 faz belo gol, mas Raja elimina Atlético-MG no Mundial