icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/06/2014
13:03

Com muito calor em Paris, Nadal despacha o britânico Andy Murray de volta para casa, depois de vencer a partida por 3 sets a 0, parciais de 6-3, 6-2 e 6-1, em 1h41m, e conseguir sua passagem para mais uma final do Grand Slam parisiense.

Depois de alguns boatos de que o espanhol estaria com dores nas costas, ele mostrou muita desenvoltura e força para atacar as bolas, com um aproveitamento de 91% de primeiro serviço, e continuar sem perder para Murray no saibro.


Fácil. Assim pode se dizer que foi o primeiro set. Sem dar muitas chances a Murray, Nadal foi, como de costume, muito agressivo e abusou das bolas no fundo de quadra. Murray até tentava, mas era difícil segurar a vontade de Nadal, que só conseguiu uma quebra de serviço, mas que foi o sufciente.

O segundo set não foi muito diferente do primeiro. A grande diferença ficou por conta de um game a menos, já que espanhol venceu por 6-2, diminuindo cada vez mais a esperança de Murray.

No terceiro, último e decisivo set, Murray parecia vencido. Já dava desmonstrações de que não tinha muitas esperanças e de que não teria forças para segurar Nadal e de conseguir virar o jogo contra o número um do mundo.

E está formada a final de Roland Garros. Rafael Nadal, maior campeão da competição com oito títulos, vai em busca do nono, enquanto Novak Djokovic, que está indo para sua segunda final no Grand Slam da França, vai tentar o primeiro título.