icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2014
17:09

O fato que marcou o dia do Internacional não foi positivo. Nesta sexta-feira, o meia D'Alessandro agrediu o volante Willians com um soco no peito durante o treinamento. O goleiro Muriel, que concedeu entrevista coletiva, minimizou o fato e afirmou que o grupo colorado está unido.

D'Ale e Willians acabaram expulsos da atividade, que foi encerrada por Abel Braga logo em seguida. O camisa 10 se irritou com entradas do volante e de João Afonso e discutiu com o companheiro. E na sequência desferiu o golpe no peito de Willians.

- Nem vi o que aconteceu direito, estava do outro lado, mas são coisas que acontecem no futebol. Não foi a primeira vez e não vai ser a última. Claro que não é o ideal, mas às vezes a vontade de querer acertar e vencer, até mesmo no treinamento, acaba acontecendo. Mas tudo se resolve aqui mesmo, fica no campo, o grupo é unido e já passou por cima disso. São coisas que acontecem - comentou o goleiro colorado.

Segundo Muriel, a situação ficará no campo e não vai trazer nenhum tipo de problema para o andamento de trabalho. O elenco colorado fez o último trabalho em Santa Catarina nesta sexta-feira. Neste sábado, disputa amistoso com o Joinville e depois ruma para Porto Alegre.

- Temos que tentar, na medida do possível, manter a ordem. Um lance ou outro acontece isso, mas se resolve lá dentro, como acredito que já deve ter sido resolvido. É normal, sendo repetitivo, mas em cima da pergunta, são coisas que acontecem até mesmo em uma família unida, tem desentendimento. Temos que resolver da melhor maneira, eles já conversaram com certeza e não vai abalar em nada nosso grupo, que continua mais forte e unido - avaliou Muriel.

Os últimos dias tem sido tensos no clube. Além da agressão de hoje, tanto D'Alessandro quanto Alan Patrick foram expulsos no amistoso contra o Metropolitano, quando o Inter perdeu por 3 a 2 para os catarinenses.