icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/11/2014
08:00

Um dos destaques do triunfo do São Paulo sobre o Vitória por 2 a 1 no último domingo, Paulo Henrique Ganso caiu de vez nas graças do técnico Muricy Ramalho. O treinador comemorou o fato de não ter precisado poupar o Maestro do Tricolor, como fez com Alan Kardec, Michel Bastos e Kaká, e fez elogios ao talento do meia.

- Está em condição física muito boa, ele foi disparado o melhor em campo. É muito inteligente, por isso a gente o utiliza mais, ele não se desgasta à toa. É um cara diferente mesmo. A gente, quando escolhe alguém pra fazer o revezamento, nunca escolhe o Ganso, porque é um jogador que faz a bola correr, é um atleta muito inteligente, sabe se posicionar - destacou o comandante.

Dos últimos dez jogos do São Paulo na temporada, Ganso esteve presente em nove. A única vez em que foi desfalque foi na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, dia 12 de outubro, quando cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo. No mesmo período, o Maestro tricolor anotou três gols, dois na Copa Sul-Americana e um no Campeonato Brasileiro. O objetivo agora é seguir vivo pelos dois títulos.

- Conseguimos mais um grande resultado. Foi uma luta muito grande. O Kaká nos ajudou fazendo o gol. A gente tem que fazer essa pressão, nosso dever de casa. Se o Cruzeiro oscilar, vamos estar juntos - projetou o meia.

Contra o Vitória, Ganso criou bons lances de ataque e levantou a torcida com dribles no meio de campo. O camisa 10, no entanto, acabou sendo ultrapassado por Osvaldo no ranking de maiores assistentes do time. Com o passe para Luis Fabiano abrir o placar, o atacante chegou a 13 assistências na temporada.