icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
17/06/2014
08:05

O clima encontrado em Orlando, nos Estados Unidos, fez com que a comissão técnica do São Paulo marcasse todos os treinos para a parte da manhã, para tentar amenizar o "sofrimento" do elenco. Mesmo com temperaturas médias, os jogadores reclamam do ar quente e abafado. Para o técnico da equipe, Muricy Ramalho, a dificuldade já era esperada, mas será importante para o time superar obstáculos.

- É aquilo que a gente estudou mesmo antes de vir para cá. O clima deixa difícil treinar, pediram até para fazer mais cedo, mas é importante que o jogador sofra um pouquinho. O futebol exige demais e o sofrimento faz parte disso. Está sendo duro para eles, mas faz parte do previsto - destacou o técnico.

Com o Campeonato Brasileiro paralisado por conta da Copa do Mundo, o elenco tricolor ganhou alguns dias de férias antes de se reapresentar para a excursão. O comandante não sentiu diferença na condição física dos jogadores e ressaltou a importância dos dias de folga para a parte psicológica deles.


- Hoje, o jogador é muito profissional. Em dez dias, não perdem nada, são fortes demais fisicamente. Eles voltaram normais, como esperavámos. O repouso foi bom para a parte psicológica. Ficar com a familia ajuda muito, porque nossa rotina é muito complicada. A reapresentação foi boa, Conversamos muito domingo e explicamos como seria. Nosso time aceita o trabalho e faz com dedicação - disse.

Além de treinar durante a paralisação, o São Paulo disputará um amistoso com o Orlando City, nesta sexta-feira. Muricy Ramalho já confirmou a estreia de Alan Kardec com a camisa tricolor.