icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/11/2014
18:14

Muricy Ramalho mostrou indignação com o lance que resultou na saída de Alan Kardec da partida contra o Atletico Nacional (COL), na última quarta-feira, em Medellín. O técnico disse não entender até agora o porquê de o árbitro não ter sequer marcado falta e que não sabe quando poderá contar com o atacante novamente. Kardec sofreu uma entorse no tornozelo direito.

- A gente lamenta muito pelo Kardec. Não entendi até agora o árbitro não ter dado nada, pela entrada criminosa que foi. Não é problema de ser último homem. Era para ser expulso, ele foi pra quebrar! E machucou feio o Kardec. Não sabemos quanto tempo vamos ficar sem ele - disparou Muricy.

Kardec se machucou após entrada violenta do goleiro Armani, do Atletico, ainda no primeiro tempo da partida válida pelas semifinais da Copa Sul-Americana. O atacante ainda tentou voltar, mas foi atingido novamente no mesmo local e teve de ser substituído.

O atacante iniciou tratamento médico ainda na Colômbia, andando de muletas desde então. No avião de volta a São Paulo, recebeu tratamento a base de choques. Ele mantém esperança de jogar a partida de volta, mas dificilmente estará em campo, pelas palavras de Muricy.

Para este domingo, no clássico contra o Santos, na Arena Pantanal, pelo Brasileiro, Kardec cumprirá suspensão. Alexandre Pato, que voltou ao time na última quarta, deve ser o substituto.

- Mas claro, o Pato está voltando, ficou parado, e quem sabe tem oportunidade pra jogar! A gente lamenta por um, mas ganhar outro assim é bom - analisou Muricy.

O técnico deve iniciar o clássico com uma formação repleta de jogadores reservas. Além de Kardec, Souza está suspenso. Kaká e Luis Fabiano, por desgaste físico, também não devem jogar.