icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
13:43

O Auckland tem experiência de sobra em Mundiais. Vai para a sua quinta participação. Na Oceania, ele manda: é o atual tricampeão continental. Mas a relevância fora da região é quase nenhuma e exceto pela campanha de 2006 jamais passou da primeira rodada do Mundial, com duas vitórias em sete jogos. Só conta com dois jogadores na seleção nacional (dois goleiros, ambos reservas) e seu astro é o veterano zagueiro Vucelich, de 36 anos, que jogou a Copa de 2010 pela Nova Zelândia e vai para o quarto Mundial.

A sua meta é tímida: vencer a primeira partida, já que manteve a base de 2012 e enfrentará um rival em crise, que perdeu o técnico às vésperas do Mundial. Se fizer isso, diante do Raja Casablanca, já foi longe.

MAIS MUNDIAL:
> Assaf vê Galo com chance de superar favorito Bayern
> Atlético-MG, vivendo um ano especial, está perto do topo
> Bayern de Munique é o supertime a ser batido
> Guangzhou Evergrande pensa grande e sonha com título
> Monterrey ficou muito bom para o Atlético-MG
> Maior clube africano, Al Ahly impõe respeito
> Raja Casablanca depende do fator casa

Goleiros

1 Williams
18 Caunter
24 Sail

Defensores

3 Iwata
5 Berlanga
6 Irving
7 Pritchett
15 Vicelich
22 Milne

Meias

4 Bilen
8 Bale
11 Koprivcic
13 Feneridis
16 Marquez
17 Mc George
23 Burfoot

Atacantes

9 White
10 De Vries
12 Krishna
14 Dickinson
19 Browne
20 Tade
21 Turner

Técnico: Ramon Tribulietx