icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
19/07/2013
12:05

Julio Cesar é o jogador que mais ganhou títulos na história do Corinthians: nove. Revelado na base do clube, participou das conquistas do Paulistão (2009 e 2013), da Série B (2008), da Copa do Brasil (2009), do Brasileirão (2005 e 2011), da Libertadores (2012), do Mundial (2012) e da Recopa Sul-Americana (2013).

Reserva de Cássio, o camisa 1 não foi o titular da maioria das conquistas. Por conta disso, destaca que Marcelinho Carioca está à sua frente no grau de importância na história pelas oito conquistas que tem pelo clube - o ex-zagueiro Del Debbio, o lateral-esquerdo Kleber, e os companheiros Alessandro e Chicão também têm os mesmos oito canecos.

- Contando Copa São Paulo, tenho onze títulos (2004 e 2005). Me falaram que eu era o recordista, eu não sabia. Mas o Marcelinho tem bastante e particpou muito mais do que eu, os méritos dele são muito maiores do que os meus. Mas fico feliz por estar em um grupo vitorioso que levante taças - destacou, ao LANCE!Net.

No clube desde os 15 anos - tem 28 -, o jogador diz que se sente muito satisfeito por ter visto o clube sair de uma Série B e chegar ao estágio que chegou, cheio de conquistas internacionais.

- Peguei o momento ruim e estou pegando o melhor momento da história do clube. Para mim, que nasci aqui e estou há tanto tempo, é muito importante participar disso. Quantos saíram da base e conquistaram tudo isso? Independente se joguei sempre ou não, fiz parte do grupo - lembra.

Julio Cesar é o jogador que mais ganhou títulos na história do Corinthians: nove. Revelado na base do clube, participou das conquistas do Paulistão (2009 e 2013), da Série B (2008), da Copa do Brasil (2009), do Brasileirão (2005 e 2011), da Libertadores (2012), do Mundial (2012) e da Recopa Sul-Americana (2013).

Reserva de Cássio, o camisa 1 não foi o titular da maioria das conquistas. Por conta disso, destaca que Marcelinho Carioca está à sua frente no grau de importância na história pelas oito conquistas que tem pelo clube - o ex-zagueiro Del Debbio, o lateral-esquerdo Kleber, e os companheiros Alessandro e Chicão também têm os mesmos oito canecos.

- Contando Copa São Paulo, tenho onze títulos (2004 e 2005). Me falaram que eu era o recordista, eu não sabia. Mas o Marcelinho tem bastante e particpou muito mais do que eu, os méritos dele são muito maiores do que os meus. Mas fico feliz por estar em um grupo vitorioso que levante taças - destacou, ao LANCE!Net.

No clube desde os 15 anos - tem 28 -, o jogador diz que se sente muito satisfeito por ter visto o clube sair de uma Série B e chegar ao estágio que chegou, cheio de conquistas internacionais.

- Peguei o momento ruim e estou pegando o melhor momento da história do clube. Para mim, que nasci aqui e estou há tanto tempo, é muito importante participar disso. Quantos saíram da base e conquistaram tudo isso? Independente se joguei sempre ou não, fiz parte do grupo - lembra.