icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
09:27

Um dos nomes mais influentes da política do Botafogo, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro admitiu dificuldade para manter Jefferson em 2015, principalmente pela enorme crise financeira.

– Não temos condições de pagá-lo. Começar de novo é começar de novo. Ele já tem 33, 34 anos, mais dois, três de futebol. Tem que ter uma conversa séria dizendo que o clube não tem dinheiro. Confesso que não sei. Pelo lado de torcedor, é triste perder um goleiro de Seleção, mas no lado da razão, acho que o Botafogo não vai ter condições de ter um jogador de quase R$ 400 mil mensais – disse Montenegro à Rádio Brasil.

A Chapa Azul, apoiada por Montenegro e encabeçada por Carlos Thiago Cesário Alvim, deseja manter o jogador no plantel do Botafogo em 2015. Porém, sabe que a decisão ficará nas mãos do capitão do Glorioso.

Montenegro não parou por aí. Ele também criticou Mauricio Assumpção pela demissão de quatro jogadores no meio do Brasileirão:

– Ele decretou a ida a Segunda Divisão ali. Os que ficaram perderam o interesse, os que saíram estão fazendo falta. O Jefferson foi quem liderou a revolta dos jogadores, foi quem falou com a imprensa e pegou pesado com a diretoria, mas ficou. Ficou porque ele (Maurício Assumpção) é idiota, mas não é idiota de tal grau, sabe que é o único ídolo, de seleção brasileira... e foi até um ato de covardia. Uma decisão esdrúxula, idiota e covarde.