icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
12/12/2013
16:24

A equipe Mitsubishi Petrobras, representante brasileira no Rally Dakar de 2014, foi apresentada na tarde desta quinta-feira, em São Paulo. O time vai contar com dois carros para a disputa da categoria especial. As duplas serão: Guilherme Spinelli/Youssef Haddad e Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin. Eles vão correr no modelo ASX Racing.

A expectativa é por um bom desempenho dos participantes. Ainda mais porque dessa vez a equipe vai contar com dois carros, o que pode auxiliar na troca de informações e manutenção dos veículos ao fim de cada etapa.

- Muda muito com dois carros. Você consegue dividir o estudo do carro e as estratégias. Contamos também com o dobro de quilometragem para fazermos as análises. Mas tem de se concentrar na sua prova e conversar apenas no fim do dia - availou Haddad.

Apesar da maior experiência da dupla formada por Spinelli e Haddad, já que Gulgelmin vai participar pela primeira vez da disputa, não existe jogo de equipe ou preferência por qualquer um dos carros. Os modelos, aliás, são idênticos. E quem estiver na frente, vai levar a melhor.

Para essa edição, a equipe Mitsubishi Petrobras vai contar com o francês Thierry Viardot como chefe de equipe. Ele esteve presente nas 12 vitórias da Misubishi na competição.

O Rally Dakar de 2014 vai ser dividido em 13 etapas, em um total de 9.374km percorridos. A disputa começa em 5 de janeiro em Rosário (ARG) e termina no dia 18 do mesmo mês em Valparaíso (CHI). Além desses dois países, a prova vai passar pela Bolívia, mas só na categoria das motos.

- Esse ano, a disputa vai exigir mais da resistência e isso pode gerar uma diferença de ritmo. É difícil tentar traçar uma estratégia à distância. Nem sempre os dias mais longos são os mais difíceis. Algumas etapas especiais pequenas são mais traiçoeiras. Mas com duas duplas podemos ter um melhor desempenho - afirmou Spinelli.