icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
19/11/2014
12:07

O zagueiro Miranda terminou o primeiro momento da Era Dunga como intocável. Titular em todos os seis amistosos disputados, o jogador do Atlético de Madrid acabou deixando a partida contra a Áustria ainda no primeiro tempo devido a um problema na coxa esquerda. Após a partida, ele explicou o que sentiu e afirmou torcer para não ser nada grave.

- Na verdade eu senti uma fisgada na coxa esquerda. Devo fazer exames para saber o que de fato aconteceu. Peço a Deus para que não seja nada grave. Acredito que devo precisar de umas duas ou três semanas de recuperação- declarou ao canal "SporTV".

O substituto de Miranda na partida contra a Áustria foi Thiago Silva, que reclamou publicamente sobre sua condição de reserva e perda da faixa de capitão. Sem querer entrar em polêmica e repetindo o discurso de Dunga, o defensor declarou que não existe titular cativo dentro da Seleção.

- Vi as declarações do Thiago como normais. Na Seleção não existe titular ou reserva. O grupo como um todo tem condições iguais de começar jogando - analisou.

Por fim, Miranda destacou a qualidade técnica do Brasil para superar as dificuldades contra os austríacos e manter os 100% de aproveitamento no comando de Dunga.

- Foi um jogo duro e difícil. Neste tipo de situação é que você observa o caráter da equipe, que estava bem postada. Foi um jogo de vigor físico e que o Brasil conseguiu vencer pela qualidade que possui - finalizou.