icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
22:39

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, defendeu a aplicação das penas mais rígidas do Estatuto do Torcedor aos envolvidos na pancadaria deste domingo, que interrompeu a partida entre Atlético-PR e Vasco, na Arena Joinville. O Furacão venceu o jogo por 5 a 1, garantiu vaga na Copa Libertadores da América do ano que vem e confirmou o rebaixamento do Cruz-Maltino.

Em nota, Rebelo condenou "a violência que tomou conta das arquibancadas" e acrescentou que "os responsáveis devem ser identificados e punidos, cumprindo-se o Estatuto, que prevê penas de reclusão e de banimento dos estádios aos torcedores que cometerem atos de violência".

Segundo o ministro, haverá uma discussão com o Conselho Nacional do Ministério Público para um entendimento comum sobre a presença da Polícia Militar no interior dos estádios de futebol.

Por causa da briga, o jogo ficou parado por mais de uma hora. Três torcedores já foram detidos.

Imagens fortes! Veja a confusão entre torcedores de Vasco e Atlético-PR