icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/02/2015
12:47

O ministério público do Egito ordenou nesta terça-feira a detenção formal de 21 pessoas suspeitas de participação nos incidentes no jogo entre Enppi e Zamalek, no Cairo, que acarretou em 19 mortes, no domingo. De acordo com a "EFE", os indivíduos já estavam detidos preventivamente e são acusados de incitar à violência e distúrbios.

Na segunda-feira, o chefe de serviços emergenciais do país africano, Khaled al-Khatib, disse que as mortes foram causadas por esmagamento, quando os milhares de torcedores tentaram forçar a entrada no Estádio Air Defense.

- As mortes foram causadas por esmagamento. Não há sinais de tiros. As vítimas tinham muitas lesões, algumas até pescoços quebrados. As pessoas estavam se atropelando - disse Khaled al-Khatib.

E MAIS
- Manchester City mira em Simeone o possível substituto de Pellegrini

O Campeonato Egípcio foi suspenso após a tragédia. Em dezembro, as autoridades decidiram autorizar a volta, mesmo em número limitado, de torcedores a alguns jogos da primeira divisão, depois das limitações impostas há três anos. Em fevereiro de 2012, em Port-Said, em um jogo entre Al-Masry e o Al-Ahly, torcedores do time da casa atacaram os rivais, provocando violentos confrontos que fizeram 74 mortos e centenas de feridos.