icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
15:39

Auxiliar técnico do São Paulo e treinador interino após a demissão de Ney Franco, Milton Cruz já pensa em fazer mudanças no time titular. Ele comandará a equipe contra o Santos, no domingo, e promoveu neste sábado a segunda atividade à frente da equipe.

- Penso, sim, em fazer algumas mudanças. Tenho estudado o Santos e vou esperar até para analisar bem e definir. Vou ficar concentrado com os jogadores e avaliar quem eu vou usar nesse jogo - disse Milton, ao site oficial do clube.

O favorito para a vaga de Ney Franco é Muricy Ramalho. Tricampeão brasileiro no Morumbi em 2006, 2007 e 2008, ele é próximo do presidente Juvenal Juvêncio, satisfaz os pedidos da torcida, está desempregado e serviria até como alternativa política. Paulo Autuori, que reclama salários atrasados no Vasco, é opção. Dorival Júnior, também sem clube, foi pedido por dirigentes da cúpula ao presidente.

A diretoria não fala em prazo, mas diz que gostaria de ter um novo técnico até terça-feira, antes da partida contra o Bahia, na quarta. Por enquanto, o papel é de Milton Cruz, que mostra que montará o São Paulo de acordo com o time do Peixe.

- Temos um jogo difícil pela frente e precisamos dos jogadores 100% fisicamente. O Santos tem jogadores de qualidade, como o Cícero e o Arouca, que passaram por aqui, e preciso estudar bem a equipe deles.

Auxiliar técnico do São Paulo e treinador interino após a demissão de Ney Franco, Milton Cruz já pensa em fazer mudanças no time titular. Ele comandará a equipe contra o Santos, no domingo, e promoveu neste sábado a segunda atividade à frente da equipe.

- Penso, sim, em fazer algumas mudanças. Tenho estudado o Santos e vou esperar até para analisar bem e definir. Vou ficar concentrado com os jogadores e avaliar quem eu vou usar nesse jogo - disse Milton, ao site oficial do clube.

O favorito para a vaga de Ney Franco é Muricy Ramalho. Tricampeão brasileiro no Morumbi em 2006, 2007 e 2008, ele é próximo do presidente Juvenal Juvêncio, satisfaz os pedidos da torcida, está desempregado e serviria até como alternativa política. Paulo Autuori, que reclama salários atrasados no Vasco, é opção. Dorival Júnior, também sem clube, foi pedido por dirigentes da cúpula ao presidente.

A diretoria não fala em prazo, mas diz que gostaria de ter um novo técnico até terça-feira, antes da partida contra o Bahia, na quarta. Por enquanto, o papel é de Milton Cruz, que mostra que montará o São Paulo de acordo com o time do Peixe.

- Temos um jogo difícil pela frente e precisamos dos jogadores 100% fisicamente. O Santos tem jogadores de qualidade, como o Cícero e o Arouca, que passaram por aqui, e preciso estudar bem a equipe deles.