icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2013
17:10

Quando Gerardo Martino foi anunciado como novo técnico do Barcelona, dez entre dez torcedores culés tinham certeza que Lionel Messi, craque do time, tinha influência na escolha do argentino. Afinal, além de compatriotas, os dois têm em comum o amor pelo Newell's Old Boys. Tata é tido como ídolo no clube e um espelho para toda a família do melhor do mundo. O camisa 10 blaugrana, porém, negou que tenha pedido a contratação de Martino, após a saída de Tito Vilanova por doença.

 - Eu não tenho nada a ver com a contratação de Martino e nem tenho que dar qualquer tipo de explicação. Isso é coisa do presidente Rosell e do clube. Quando perguntado, eu disse minha opinião, de que era um bom treinador, mas não tive qualquer influência em sua chegada - comentou o jogador após o amistoso do Barcelona contra o Bayern de Munique, vencido pelos alemães por 2 a 0.

Messi ainda reiterou que apesar de ver Martino como ídolo quando criança, nunca conheceu seu novo comandante:

 - Não o conheço pessoalmente. Me parece boa sua contratação, porque ele vem para somar e demonstou na época do Newell's e da seleção paraguaia que é capaz de fazer bons trabalhos.


Quando Gerardo Martino foi anunciado como novo técnico do Barcelona, dez entre dez torcedores culés tinham certeza que Lionel Messi, craque do time, tinha influência na escolha do argentino. Afinal, além de compatriotas, os dois têm em comum o amor pelo Newell's Old Boys. Tata é tido como ídolo no clube e um espelho para toda a família do melhor do mundo. O camisa 10 blaugrana, porém, negou que tenha pedido a contratação de Martino, após a saída de Tito Vilanova por doença.

 - Eu não tenho nada a ver com a contratação de Martino e nem tenho que dar qualquer tipo de explicação. Isso é coisa do presidente Rosell e do clube. Quando perguntado, eu disse minha opinião, de que era um bom treinador, mas não tive qualquer influência em sua chegada - comentou o jogador após o amistoso do Barcelona contra o Bayern de Munique, vencido pelos alemães por 2 a 0.

Messi ainda reiterou que apesar de ver Martino como ídolo quando criança, nunca conheceu seu novo comandante:

 - Não o conheço pessoalmente. Me parece boa sua contratação, porque ele vem para somar e demonstou na época do Newell's e da seleção paraguaia que é capaz de fazer bons trabalhos.