icons.title signature.placeholder Bruno Andrade, Marcio Porto e Rodrigo Vessoni
01/07/2014
17:20

Argentina 2x1 Bósnia, Argentina 1x0 Irã, Argentina 3x2 Nigéria e Argentina 1x0 Suíça. O que essas quatro partidas têm em comum na Copa do Mundo? Em todas elas, Lionel Messi foi eleito o "melhor jogador". Só que nesta terça-feira, diante da Suíça, na Arena Corinthians, o camisa 10 argentino, autor de quatro gols no Mundial até agora, fez questão de colocar em dúvida o próprio prêmio individual.

- Não sei se mereço o prêmio desta vez. O jogo contra Suíça tinha tudo para ser difícil. E foi difícil. O mais importante é que a Argentina se classificou para a próxima fase (quartas de final). Seguimos na Copa - declarou Messi, durante entrevista coletiva.

Autor da assistência do gol salvador de Di María, aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação, Messi não teve vida fácil na partida. Marcado por até quatro defensores suíços durante o jogo, o capitão hermano afirmou que ficou nervoso com a indefinição do placar.

- Fiquei nervoso, qualquer erro poderia nos eliminar. A gente não queria de modo algum a cobrança de pênaltis. Foi sofrido, mas conseguimos a vitória. A sorte também esteve do nosso lado - finalizou.