icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/12/2013
16:31

Alex entrou de férias cobrando o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, pedindo uma reunião para definir onde atuará em 2014, e o Palmeiras sonha com o jogador. Embora ainda não tenha acontecido o encontro, o mandantário coxa-branca relevou as críticas do armador de 36 anos de idade e bancou a sua permanência para a temporada que vem no Alto da Glória - ele tem contrato até o fim do próximo ano com o clube.

- Este assunto está superado, o Alex é do Coritiba. Como posso brigar com quem é meu ídolo? O Alex é meu ídolo como jogador e pessoa. Tenho um carinho imenso por ele. O Alex é forte, e sempre foi assim. Um menino que tem uma posição a respeito de uma série de assuntos no futebol. Tenho um respeito muito grande por ele, como presidente - disse, em entrevista à "Rádio Transamérica" do Paraná.

De acordo com o dirigente, os dois ainda não tiveram tempo para conversar nesta semana. Após a vitória contra o São Paulo, na última rodada do Brasileiro e que livrou o Coxa do rebaixamento, Alex respondeu às críticas do presidente, que chegou a dizer que o time não tinha vergonha na cara em meio à luta contra a queda. Segundo Vilson, os dois não se acertaram por conta de sua agenda.

- Ainda vamos conversar. Lamentavelmente eu estava no Rio (de Janeiro), em reunião representando os clubes e amanhã (hoje) estou indo à Brasília a convite dos ministros da Justiça e Esporte para falar sobre medidas em relação à violência nos estádios - explicou o mandatário.

Diante deste impasse, o Verdão monitora a situação do jogador e mantém conversas frequentes com ele, que irá aproveitar as férias para se isolar com a família e decidir seu futuro. Além da relação com o Verdão, Alex tem laços com o técnico Gilson Kleina, que é seu padrinho de casamento e disse que o jogador seria "muito bem vindo" à equipe. O meia, por sua vez, disse ter propostas "há muito tempo" para trocar de clube.