icons.title signature.placeholder Bruno Braz
icons.title signature.placeholder Bruno Braz
03/07/2013
19:45

A diretoria do Vasco bem que tentou, correu com toda a documentação e fez o que foi possível, mas por conta da burocracia que envolve uma negociação de um jogador estrangeiro, dificilmente o clube terá tempo hábil de regularizar o apoiador Montoya a ponto dele estar apto a enfrentar o Internacional, domingo, em Caxias do Sul (RS), no retorno do Campeonato Brasileiro de 2013.

A maior parte dos documentos já está sob posse do Gigante da Colina, no entanto, faltam algumas pendências que, na visão dos dirigentes, torna a regularização do colombiano “muito difícil” até o jogo contra o Colorado. Além disso, a Colômbia, seu país, não faz parte do Mercosul, o que torna o processo ainda mais burocrático.

Desta maneira, é bem provável que a estreia do apoiador, que tem se destacado nos treinos, aconteça contra o rival Flamengo, dia 14 de julho, em Brasilia (DF).

A diretoria do Vasco bem que tentou, correu com toda a documentação e fez o que foi possível, mas por conta da burocracia que envolve uma negociação de um jogador estrangeiro, dificilmente o clube terá tempo hábil de regularizar o apoiador Montoya a ponto dele estar apto a enfrentar o Internacional, domingo, em Caxias do Sul (RS), no retorno do Campeonato Brasileiro de 2013.

A maior parte dos documentos já está sob posse do Gigante da Colina, no entanto, faltam algumas pendências que, na visão dos dirigentes, torna a regularização do colombiano “muito difícil” até o jogo contra o Colorado. Além disso, a Colômbia, seu país, não faz parte do Mercosul, o que torna o processo ainda mais burocrático.

Desta maneira, é bem provável que a estreia do apoiador, que tem se destacado nos treinos, aconteça contra o rival Flamengo, dia 14 de julho, em Brasilia (DF).