icons.title signature.placeholder João Matheus Ferreira
07/02/2015
08:00

Montoya está longe de ser incontestável. Uns gostam, alguns apostam e outros já desistiram. Neste início de temporada, porém, há dois pontos que ninguém pode contestar. O colombiano está cheio de moral com o técnico Doriva e cumpre um papel tático que, após quatro jogos em 2015, já se pode dizer que é fundamental.

Hoje, Montoya é o jogador que mais corre no Cruz-Maltino. Na estreia no Campeonato Carioca, o camisa 11 correu 12,6 quilômetros. Ontem, foram nove quilômetros percorridos. Ele marca, ataca e aparece para o jogo. Erra, como todos os outros, mas a cada partida agrada mais ao comandante.

- Montoya joga na beirada e quando digo que está evoluindo é porque tem um papel preponderante no time e tem feito uma função tática muito importante. No meu modo de ver, isso o torna um profissional melhor - disse Doriva.

Desde o início da pré-temporada, em Pinheiral, o colombiano é utilizado como titular. A escalação chamou atenção de muitos vascaínos, uma vez que ele terminou o ano passado sendo pouco utilizado por Adilson Batista e, posteriormente, por Joel Santana. Com Doriva, tudo mudou e agora é titular absoluto.

Em campo, deu duas assistências em dois jogos, ambas para Bernardo. A participação é elogiada por Doriva. O treinador, aliás, acredita que Montoya, aos poucos, se torna um jogador mais completo.

- Ele é participativo, de novo iniciou a jogada do primeiro gol. Deu passe ao Bernardo, que teve a felicidade de marcar. Tem se adaptado à posição, está progredindo bastante e se tornando um atleta mais completo - comentou o treinador.

Apesar de tudo, Montoya ainda não balançou as redes em 2015. Neste sábado, contra o Tigres do Brasil, terá a oportunidade de marcar. Afinal, nos primeiros jogos os gols ficaram resumidos a Marcinho e Bernardo.