icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
28/04/2014
17:43

A diretoria do São Paulo foi o principal alvo das lamentações de Paulo Nobre nesta segunda-feira, no pronunciamento em que o presidente do Verdão confirmou a saída de Alan Kardec para o rival tricolor. Procurados para responderem às acusações de falta de ética, entretanto, os dirigentes do time do Morumbi não puderam falar com a reportagem do LANCE!Net alegando estarem em uma reunião.

O encontro não faz parte de um discurso ensaiado pela cúpula são-paulina. Trata-se da reunião de posse da nova diretoria, nomeada na última quinta-feira pelo presidente Carlos Miguel Aidar. O evento, inclusive, servirá para que diretores e vice-presidentes comecem a alinhar o planejamento para resolver de vez a contratação de Alan Kardec.

Entre os escolhidos por Aidar, tomarão posse nesta segunda-feira dois parentes próximos do mandatário tricolor. A filha Mariana Aidar será assessora da presidência, enquanto o primo Gabriel Abouchar Aidar comandará a diretoria de relações internacionais. No último mandato de Juvenal Juvêncio, Gabriel ocupou o cargo de diretor de planejamento.

Principal novidade apresentada por Carlos Miguel Aidar, Ataíde Gil Guerreiro também tomará posse oficialmente nesta segunda como vice-presidente de futebol, mas tem sido a figura mais atuante da nova gestão. Com discurso firme e honesto (admite que precisa aprimorar os conhecimentos sobre futebol), deu poder a Muricy Ramalho para escolher os reforços e toca as negociações com o auxílio de Gustavo Oliveira, mantido como gerente executivo de futebol.

Após perder Kardec, Palmeiras ataca São Paulo