icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/02/2015
09:00

Petros, enfim, quebrou o silêncio. Em meio à polêmica de uma possível saída por imposição do seu empresário Fernando Garcia, o jogador desabafou após a vitória do Corinthians sobre o Palmeiras, no Allianz Parque. Fundamental no triunfo, já que roubou a bola e deu o gol de bandeja para Danilo, o meia rechaçou qualquer indisposição com o técnico Tite - uma suposta insatisfação pela reserva chegou a ser noticiada.

- Eu não falei nada. Meu treinador sabe, meus companheiros sabem. Eu estou com a consciência tranquila. Graças a Deus, pude dar a volta por cima. Todo o mundo sabe que isso aconteceu, vocês viram. Mas eu só estou fazendo o meu trabalho. O Tite é o treinador, tem a filosofia dele, é um cara campeão. Não tenho nem como questioná-lo. Ele é testemunha de quanto eu trabalho e me dedico, do quanto me esforço nos treinamentos - afirmou.

- Fico muito triste quando surgem algumas matérias sobre algumas situações. Fico no fogo cruzado. Só garanto a vocês: não falei absolutamente nada. Não estou insatisfeito. Estou trabalhando e buscando o meu espaço - completou o jogador.

O treinador do Corinthians, por sua vez, preferiu usar o exemplo de Jadson, que começou a pré-temporada entre os reservas e hoje é titular da equipe do Parque São Jorge, para falar do assunto.

- Contra o Bayer Leverkusen, lá nos Estados Unidos, entrou todo o mundo. Sabe quem não entrou? O Jadson. Entrou o Petros, porque eu precisava marcar pelo lado direito. Sabe o que o Jadson fez? Treinou. E o que fez no fim do treino? Pediu para treinar mais. Compete de forma leal e busca seu espaço jogando - lembrou Tite.