icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2014
14:31

Morador do Rio de Janeiro, 20 anos, jogador de um dos grandes clube da cidade. Atualmente, essa é a rotina de Gustavo Scarpa, jovem meia do Fluminense, que vem ganhando espaço com Cristovão Borges e agora ostenta um bigode no visual. Perguntado se era uma homenagem para Fred, o jogador respondeu que não e revelou o motivo para manter o bigodinho: as 'tentações' da Cidade Maravilhosa.

- Sou cristão e antes de vir pro Rio de Janeiro eu namorava. Como aqui tem muito funk e festa, eu pensei em algo para afastar a tentação e não trair a minha namorada, aí eu deixei o bigode. Hoje eu já terminei o namoro, mas gostei do estilo e mantive o bigode - explicou.

Scarpa estreou nos profissionais no empate diante do Internacional, antes da parada para a Copa do Mundo. Depois, foi a surpresa na escalação do técnico Cristovão Borges para o amistoso contra a Itália, quando foi titular e teve uma boa atuação. Apesar da idade, o meia-atacante não esconde a ansiedade em ser utilizado e mostra está trabalhando forte para agarrar a oportunidade quando ela surgir.

- Estou encarando com bastante nervosismo, mas também com muita vontade, muita determinação. Mas é uma coisa que sempre batalhei, esperei e tenho que estar preparado para isso. Minha prioridade é ficar no Fluminense. Me dedico muito nos treinos para quando eu receber a oportunidade e não sair mais do Fluminense - completou.