icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/11/2013
19:28

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, reiterou a sua convicção de que a Arena Corinthians será o palco da abertura da Copa do Mundo de 2014. O mandatário revelou que, em decorrência das poucas informações acerca da tragédia no estádio, ocorrido na quarta-feira, haverá um congresso na Bahia até o início da próxima semana para que seja debatido como será o andamento das obras no local.

- A primeira reação foi na verdade a do lado da família dos operários, esse foi o nosso primeiro pensamento. Naturalmente, principalmente o Comitê Organizador Local (COL), estivemos reunidos para acompanhar o resultado da perícia. E a questão de prazo não foi tocada, vamos ter o congresso na Bahia e que terá a reunião do Comitê. Vamos abordar o assunto lá. O COL é um orgão de acompanhamento. Sempre dentro da maior clareza possível, da maior transparência - declarou o presidente, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira, para anunciar um novo patrocinador da Seleção.

Na última quarta-feira, no início da tarde, um dos guindastes da Arena Corinthians despencou e caiu sobre uma das laterais da obra do estádio. Dois operários foram mortos no acidente. Marin lamentou bastante o ocorrido e se disse solidário aos familiares. Além disso, o presidente descarta que haja um plano "B" caso haja atraso.

- Primeira coisa, não existe, desconheço e nem cogito o plano B. Porque só existe plano B se você não acredita no plano A. Eu acredito, com convicção. A Arena está pronta para a abertura da Copa. Não há plano B - completou o mandatário da CBF.

O presidente Marin ainda afirmou que as obras retornarão, em breve, ao ritmo um pouco mais acelerado, para evitar que haja atraso no prazo final de entrega.

Marin afirma que abertura da Copa do Mundo será em Itaquera