icons.title signature.placeholder Maurício Oliveira e Thiago Salata
12/07/2014
07:30

Julio Cesar, 34 anos, o mais velho do elenco, se despede neste sábado da Copa do Mundo, entre outros. O jogo das 17h, contra a Holanda, porém, não representa o fim da linha para os jovens que estão marcados pelo maior vexame da história. A Rússia, em 2018, pode ser o palco da redenção para a geração de Neymar e do símbolo do time, David Luiz.

Levando em conta a idade e o que fizeram com a camisa do Brasil na Copa de 2014, sete jogadores do atual elenco têm “sinal verde” para sonharem com o hexa daqui a quatro anos anos: Neymar, David, Thiago Silva, Marcelo, Luiz Gustavo, Willian e Oscar terminam com perspectivas. O mais velho deles é o capitão, com 29 anos: estará perto de completar 33.

David Luiz fará 31 anos antes da Copa de 2018. Foi um dos que mais sofreu com o vexame. Fechar o olho, esquecer a vergonha, e acordar daqui a quatro anos, porém, não é o que o zagueiro faria, se fosse possível.

– Eu gosto de aprender na vida. Gosto de crescer, de amadurecer. Se eu dormisse agora, de repente não estaria tão forte dia após dia na Copa da Rússia – afirmou o camisa 4.

Bernard é o mais novo do grupo, com 21 anos. Foram três jogos e 156 minutos jogados sem brilho na Copa. O novato garantiu a vaga por ter virado xodó de Felipão, com futuro incerto no comando da Seleção.

– Quem sabe na Rússia tenhamos 60% desse grupo – disse o técnico.

Outros fecham a competição no Brasil com dificuldades maiores de terem uma nova chance em uma Copa do Mundo: Jô, Henrique, Hernanes, Fred, Daniel Alves, Maxwell e Maicon. Julio Cesar já confirmou que deve se despedir, inclusive, da Seleção Brasileira.

Em 15 de junho de 2013, no mesmo Mané Garrincha, a Copa das Confederações e o sonho do hexa começaram com os 3 a 0 no Japão. Neste 12 de julho de 2014, o ciclo acaba para muitos. Quem vai ficar já pensa em 2018.

– Espero ver vários desses jogadores na próxima Copa – disse Julio.

Neymar
Aos 22 anos, fez cinco jogos e atuou em 457 minutos: quatro gols, artilheiro da Seleção. Viveu o maior drama da sua carreira ao fraturar uma vértebra e dar adeus à Copa antes da semifinal. Mostrou maturidade e deve chegar em 2018 como camisa 10 de novo.

David Luiz
Zagueiro jogou todos os 570 minutos da Seleção na Copa do Mundo e fez dois gols. Foi péssimo como todo o time nos 7 a 1, mas ganhou moral com a torcida e tornou-se um dos símbolos da atual geração. Um dos melhores zagueiros do mundo hoje, aos 27 anos, tem idade para chegar mais maduro em 2018.

OS DEMAIS PARA O FUTURO

Bernard
21 anos
Entrou em três jogos e atuou em 156 minutos. Tecnicamente em baixa, é novo e pode se recuperar até a próxima Copa.

Oscar
22 anos
Jogou os seis jogos como titular: 550 minutos e dois gols. Oscilou, mas é novo e um dos mais talentosos da atual geração.

Paulinho
25 anos
Com cinco jogos e 329 minutos na Copa, perdeu a vaga de titular e vive momento instável na carreira: terá de reagir!

Willian
25 anos
Fez ótima preparação e teve poucas chances na Copa: 60 minutos em quatro jogos. É um dos mais talentosos hoje.

Marcelo
26 anos
Com 570 minutos em seis jogos, não fez boa Copa. Mas ainda sobra na posição e deve seguir visando a Copa-18.

Luiz Gustavo
26 anos
Jogou cinco partidas: 480 minutos. Grata surpresa da Copa, ainda terá idade para ter nova chance daqui a quatro anos.


27 anos
Com 78 minutos em campo em dois jogos, decepcionou: terá mais de 30 anos na Copa do Mundo de 2018.

Hulk
27 anos
Fez ótima preparação e uma Copa abaixo do esperado: 380 minutos em cinco partidas. Terá de recuperar moral.

Henrique
27 anos
Convocado mais contestado, entrou por dois minutos em um jogo. Se Felipão sair, deve perder espaço.

Ramires
27 anos
Participou de todos os seis jogos (174 minutos) e foi apenas regular. Já tem duas Copas do Mundo em sua bagagem.

Thiago Silva
29 anos
Com cinco jogos e 480 minutos em Copas, foi questionado pelo abalo emocional, mas seguirá como líder na posição.

Fernandinho
29 anos
Ganhou espaço na Copa, com quatro jogos, 252 minutos e um gol. Mas terá quase 33 anos na próxima Copa do Mundo.

Hernanes
29 anos
Jogou apenas 31 minutos em duas partidas e não vai fechar a Copa do Mundo de 2014 bem cotado em sua posição na Seleção.

Fred
30 anos
Um gol, seis jogos, 471 minutos: pior centroavante da história do Brasil em Copas do Mundo até agora.

Dante
30 anos
Jogou só 90 minutos: os mais trágicos do Brasil: 7 a 1. Estará mais velho para brigar por um espaço na próxima Copa.

Victor
31 anos
Terceiro goleiro, pode passar a brigar por um lugar agora, sem Julio Cesar. Idade não pesa tanto na sua posição.

Jefferson
31 anos
Reserva na Copa, também pode ganhar mais rodagem na Seleção Brasileira nos próximos anos.

Daniel Alves
31 anos
Perdeu a posição na Copa: quatro jogos, 390 minutos. Não deve mais ter fôlego para Seleção daqui a quatro anos.

Maicon
32 anos
Ganhou a vaga de Daniel: 180 minutos em duas partidas. Mas também estará com idade elevada em 2018.

Maxwell
32 anos
Único atleta de linha que não jogou na Copa, dificilmente chegará em condições de brigar por algo na Rússia.

Julio Cesar
34 anos
Jogou todos os 570 minutos em seis jogos da Seleção. Já anunciou que esta foi a sua última Copa do Mundo.