icons.title signature.placeholder LANCE!Bizz
11/07/2014
20:14

Usina solar, sistema de captação de água de chuva e coleta seletiva de lixo. Essas algumas iniciativas que fazem do Maracanã o primeiro estádio sustentável a receber uma final de Copa do Mundo, que será disputada entre as seleções da Alemanha e Argentina. A certificação internacional foi recebida após a reforma realizada para o Mundial e concedida pela US Green Building Council (USGBC).

A qualificação obtida pelo Maracanã é o selo prata da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (Leed). O estádio foi avaliado em sete critérios: espaço sustentável, eficiência do uso da água, energia e atmosfera, materiais e recursos, qualidade ambiental interna, inovação e processos e créditos de prioridade regional.

Atualmente, o Maracanã tem capacidade de gerar 400 mil kW/h de energia por ano através dos 2,5 mil metros quadrados de placas fotovoltaicas que estão instaladas na cobertura do estádio. Esse energia é capaz de abastecer 240 residências. Além disso, a cobertura também conta com um sistema de captação de água de chuva, o que reduz o uso de água potável em 50% e de água no geral em 40%.