icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
22/06/2014
09:36

O Maracanã recebeu um forte reforço na segurança para a terceira partida no estádio nesta Copa do Mundo de 2014. O entorno do estádio ganhou mais 600 homens da Polícia Militar, mas a diferença em relação aos jogos anteriores - Argentina x Bósnia e Espanha x Chile - não ficou apenas nos números e passou para a postura em relação aos torcedores.

Pela primeira vez, um bloqueio mais rígido nos pontos de acesso ao estádio, como a saída do metrô e as ruas adjacentes recebem efetivamente uma conferência de ingressos. Ao contrário do que foi dito pelas autoridades de segurança na sexta-feira, quem não tem bilhete ou credencial não se aproxima do estádio. Há diversas linhas de PMs fazendo o trabalho, inclusive com revista de mochilas.

O curioso é que a secretaria de grandes eventos do estado tinha dito justamente o inverso, alegando que não teria como impedir o acesso a "um dos pontos turísticos do Rio".

Também há agentes com cães, polícia montada e grades ao longo de quase todo o perímetro do estádio, impedindo que os torcedores tenham contato direto com os limites e muros do Maracanã, auxiliado pelas grades.

No portão de acesso da imprensa, a mudança foi nítida. Os portões arrombados pelos chilenos ganharam mais reforço, foram vedados por faixas e mais grades foram amontoadas. Além disso, há policiais na parte interna do estádio, formando uma linha de proteção, caso algum corajoso consiga superar as barreiras físicas. Tudo para garantir que os episódios recentes não se repitam.

Mas, de qualquer forma, o jogo entre belgas e russos não é considerado de risco. Os torcedores são mais tranquilos que os sul-americanos. Os primeiros grupos só começaram a chegar ao Maracanã por volta das 9h deste domingo, quatro horas antes do apito inicial. Postura bem diferente dos vizinhos, que cerca de 8 horas antes das partidas já circulavam pelo Maracanã, a maioria procurando ingressos para comprar. Os belgas são maioria.

A bola rola para Bélgica x Rússia, pelo Grupo H da Copa do Mundo, a partir das 13h.