icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/06/2014
20:29

A saída de Petros para a entrada de Zé Paulo diminuiu o poder de marcação do Corinthians e foi apontada como um dos fatores que fizeram o time do Corinthians levar o empate do Botafogo em Itaquera. Questionado sobre a necessidade de tirar o volante para a entrada de um jogador mais ofensivo, Mano Menezes negou que a alteração tenha sido responsável por mais um tropeço na Arena.

- Coloquei o Zé Paulo porque precisava de alguém para arrastar a bola e não deixar o time recuar. Ele teve a chance de definir o jogo, mas não fez. Se tivesse feito, estariam dizendo que fui fantástico - argumentou o comandante alvinegro.

Mano vê falta de definição de jogo do Corinthians

Mano também foi duro para rebater as perguntas sobre a saída de Jadson. Autor do único gol do Timão em dois jogos na Arena Corinthians, o camisa 10 ditava o ritmo da partida até dar lugar a Renato Augusto, que entrou sem a mesma movimentação.

- Jadson e Renato Augusto são da mesma posição, não muda nada taticamente. A não ser que vocês (jornalistas) me digam que o Renato não tem qualidade ou condição para isso - ironizou.

A terceira substiuição feita pelo Corinthians foi a saída de Romarinho, que sentiu fisgada na coxa, para Luciano entrar.