icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/03/2014
15:41

A saída precoce do Corinthians no Paulistão trouxe chateação aos torcedores. Para os dirigentes do clube, além da piora do ambiente, trouxe ainda uma realidade diferente do que eles pensavam em relação à qualidade do elenco. Prova disso foi a entrevista coletiva de Edu Gaspar na manhã desta segunda-feira.

O gerente de futebol do Timão, que repudiou as declarações de Romarinho, não escondeu o trauma que a queda no Estadual trouxe ao CT Joaquim Grava.

- Claro que serve como alerta, Temos de estar atentos com isso que aconteceu, não foi um acontecimento normal para um clube como o Corinthians. Tivemos alguns erros no Paulistão, que não podemos voltar a ter. Na Copa do Brasil, se perder está fora - afirmou.

Edu Gaspar analisou a queda como consequência da reformulação do elenco, realizada com atraso pela diretoria, que esperou os primeiros jogos da temporada ao invés de tomar as decisões na virada do ano.

- stamos pagando um preço por essas mudanças. Só que já estamos visualizando que o trabalhou começou a ser bem aceito e tem um futuro bacana. Estão entendendo o trabalho do Mano, que no começo ainda havia dúvidas de alguns atletas, por vir de um trabalho de três anos anterior, isso fez o trabalho demorar para engatar como engatou depois da sequência de derrotas. Tivemos boas vitórias, isso nos dá uma segurança de uma longevidade bacana para nós - lembrou Edu, que ainda saiu em defesa do comandante da equipe.

- De maneira nenhuma (fracasso de Mano). Avalio de uma forma técnica, que tivemos uma mudança de comando e vocês sabem o tipo das mudanças. Tivemos atletas novos chegando, uma fórmula nova de jogar, com três no meio. Hoje só o Gil é da defesa anterior, a maneira de jogar de Jadson, Luciano, todo esse tipo de mudança leva tempo - finalizou.