icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
14:47

O Corinthians faz campanha inferior aos principais rivais neste Campeonato Paulista. Santos e Palmeiras, por exemplo, somaram 32 pontos em 13 rodadas, enquanto o Timão tem apenas 20. O São Paulo também está na frente em pontos, com 24.

Os dados fazem o técnico Mano Menezes admitir que sua equipe ainda deve e está abaixo em relação aos principais rivais do estado.

- Conforme vocês pensam, (Santos e Palmeiras) são as duas melhores equipes que jogaram até aqui. O Santos faz muitos gols, tem uma parte ofensiva muito forte. O Palmeiras é mais equilibrado. Mas é cedo para dizer quem é o melhor, quando você inicia bem um campeonato fica mais fácil administrar. O São Paulo também está crescendo, a gente vem depois. Se a gente chegar com eles (na segunda fase), teremos boas condições de disputar duas semifinais de alto nível. Temos que repseitar o que algumas equipes do interior estão jogando, como o Botafogo, por exemplo - disse o treinador corintiano.

Os três rivais já estão classificados para a segunda fase do Paulistão, ao contrário do Corinthians, que está atrás de Botafogo e Ituano no Grupo B. O Timão precisa vencer e torcer por um tropeço do Ituano caso pretenda passar para a segunda fase.

Santos e Palmeiras, por sua vez, são líderes disparados dos Grupos C e D, respectivamente. As duas equipes têm a melhor campanha em termos de aproveitamento.

O Corinthians sofre na competição por ter atravessado um período de derrotas consecutivas. Após vencer as duas primeiras rodadas, foram quatro derrotas em sequência. Depois, a equipe empatou duas e embalou uma série de triunfos, até ser derrotada no último domingo pelo São Paulo.

Mano Menezes ainda admite que é preciso melhor, mesmo que faltem apenas duas rodadas.

- Minha preocupação é com a equipe como um todo. Acho que melhoramos bastante, mas ainda precisamos melhorar. Não estamos satisfeitos. O São Paulo jogou melhor que a gente, por isso venceu. Temos que pegar esses ensinamentos - afirmou Mano.

Fábio Santos vê crescimento do Corinthians e quer classificação