icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
08/04/2014
12:11

A contratação de Elias encheu Mano Menezes de alegria. Na manhã desta terça-feira, o treinador do Corinthians concedeu entrevista coletiva e, como não poderia ser diferente, comemorou a chegada do volante, que estava no Sporting (POR).

Nem mesmo a impossibilidade de utilização do jogador antes da Copa do Mundo, nas nove primeiras partidas do time no Nacional, diminuiu o bom humor do comandante alvinegro, que fez questão de citar o período após a disputa do Mundial.

- Fiquei muito contente com a contratação, significa qualificação, algo que falei anteriormente que teríamos de buscar com essas características, e Elias é um desses. Teremos de esperar (para utilizá-lo), mas valerá muito à pena, pois ele terá 30 jogos (na verdade, 29) para nos ajudar, terá três anos pela frente. O torcedor sabe a importância de ter um jogador com poder de decisão como ele tem, que chega de trás para ajudar - afirmou o treinador, que ainda se esqueceu dos jogos pela Copa do Brasil.

- Todo jogador desse nível o ideal, claro, é utilizar amanhã, mas só foi possível assim. Nós não teremos em nove jogos, mas teremos em 30 (na verdade, 29). A diferença é muito grande, depois por três anos, só temos coisas positivas nessa contratação - completou.

Para o comandante do Corinthians, a chegada do Elias representa mais do que a contratação de um jogador que será importante dentro das quatro linhas, mas uma qualificação que ajuda a mudar o patamar da equipe diante de seus rivais.

- Com todo respeito aos atletas que estão no grupo, mas estamos em plena transformação de elenco, perdemos jogadores importantes, que estavam no clube há três, quatro, cinco temporadas, pois se entendeu que era o momento de mudança. Essa é a parte positiva de se qualificar, é a de ter parâmetro maior, passa a concorrer com jogador de nível de Seleção, para estar ao lado ou ocupar a vaga dele, tem de trabalhar mais e mais. Os jogadores que estão aqui vão trabalhar intensamente para isso - lembrou.

Por fim, questionado sobre a negociação complicada com o Sporting, Mano aproveitou para elogiar o esforço dos dirigentes.

- Os bastidores foram intensos, chegamos ao final da janela sem ter a contratação, mas no futebol tudo pode acontecer, houve uma reviravolta e conseguiu concretizar, parabenizo toda a direção, que teve muito trabalho - finalizou.