icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/11/2014
15:05

A Mancha Alviverde, principal torcida organizada do Palmeiras, planeja um protesto contra Paulo Nobre dentro da sede social do clube, neste sábado, durante a eleição para a presidência. Rachados com Nobre e mais próximos do opositor Wlademir Pescarmona, os membros da uniformizada querem chegar logo no início do pleito, às 10h, em grupo, para pedir a saída do atual dirigente.

"No atual momento da Sociedade Esportiva Palmeiras e dos dois últimos anos da gestão do atual presidente Paulo Nobre, a torcida Mancha Alviverde entende que o clube e nosso futebol necessita de mudanças. FORA PAULO NOBRE! Apadrinhado por Mustafá Contursi, que foi o responsável político pelas duas últimas quedas, e se for o caso a de 2014, queremos e exigimos mudanças na direção do clube. Qualquer que seja o candidato da oposição, a questão é fora Paulo Nobre!", diz texto publicado na página da Mancha no Facebook.

Além de pedir a reunião às 10h na sede da organizada, foi pedido que todos os membros da torcida que tenham direito a voto vão à eleição com a camisa tradicional da Mancha. A organizada entrou em conflito com Nobre depois que membros do grupo atacaram o elenco em Buenos Aires (ARG), no início de 2013. A reação do presidente foi encerrar a ajuda para compra de ingressos por parte das uniformizadas.

Hoje, Nobre diz que sua relação com as organizadas "não existe", enquanto seu opositor, Wlademir Pescarmona, aparece em um vídeo divulgado na internet, durante uma festa da Pork's, outra torcida uniformizada do Verdão, dizendo que não os "abandonaria" caso assumisse a presidência. Ao LANCE!Net, ele disse que não dará auxílio, mas vai colaborar na venda de entradas.

Neste sábado, será a primeira vez que os sócios do Verdão poderão votar no pleito para a presidência. Cerca de dez mil pessoas estão aptas a participar da eleição, mas espera-se cerca de seis mil votos. A votação ocorrerá das 10h às 19h, no ginásio do clube.