icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
18:05

O quinto Majestoso do ano terminou empatado por 0 a 0 no Pacaembu, na tarde deste domingo, em confronto válido pela nona rodada do Brasileirão. Nos anteriores, três vitórias do Corinthians e um empate. O resultado foi ruim para ambos os times, já que nem o Corinthians conseguiu se recuperar no Nacional nem o São Paulo pôs fim a seu jejum de vitórias, que agora é de 12 partidas, o maior de sua história. O bom para o Tricolor foi ter ao menos encerrado a série de oito jogos com derrotas, no entanto, ainda amarga a zona de rebaixamento.

A partida começou com domínio completo do Corinthians. Com a posse de bola, os alvinegros partiram rapidamente para o ataque, sempre levando perigo ao gol de Rogério Ceni. Na principal oportunidade de gol, o volante Guilherme chutou de fora da área para boa defesa do goleiro são-paulino. E quando o adversário tentava sair, os corintianos faziam uma blitz no campo do Tricolor para tomar a bola. Assim, os visitantes passaram todo o primeiro tempo sem acertar um chute sequer no gol de Cássio.

Osvaldo tenta passar por Ralf e Guilherme no Majestoso (Foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

Outra boa chance corintiana aconteceu aos 26 minutos. Em jogada de Edenilson com Romarinho pela direita, o segundo chutou cruzado da entrada da área e a bola passou bem perto da trave direita de Ceni.

Aos poucos, o Tricolor conseguiu encontrar brechas na defesa adversária para partir em contra-ataques, mas sem êxito. Algumas vezes por intervenções precisas dos defensores corintianos, outras, por erros no último passe dos são-paulinos. Com isso, a primeira parcial chegou ao fim sem gols.

EQUILÍBRIO

O segundo tempo começou com mais uma chance do Corinthians, em cabeçada de Paulo André após cobrança de falta de Romarinho. No entanto, a partir daí, o São Paulo começou a se posicionar melhor em campo, com trocas rápidas de passe, e teve mais presença no campo de ataque. O problema é que o time sentiu falta de Luis Fabiano no meio da área, para finalizar. Em um desses lances, Ademílson chutou com força para boa defesa de Cássio, aos 10 minutos. Foi o primeiro chute do Tricolor que acertou no gol rival.

Vendo seu time passivo em campo, o técnico Tite resolveu fazer alterações. Aos 16 minutos, colocou Alexandre Pato e Renato Augusto nos lugares de Guerrero e Emerson Sheik, respectivamente. E logo aos 21, Guilherme lançou Pato nas costas de Rafael Toloi. O atacante chutou cruzado de canhota para fora, perdendo grande chance de abrir o placar.

Na sequência, Paulo Autuori também mudou sua equipe, colocando Maicon e Roni nos lugares do estafado Fabrício e de Ademilson. O jogo teve uma melhora técnica, mas sempre com a mesma característica: o Tricolor atacando mais, sem efetividade, e o Corinthians perigoso quando chegava ao ataque. Principalmente, depois da entrada de Douglas, que conseguiu armar boas jogadas para Pato finalizar. No entanto, o Majestoso terminou mesmo sem gols no Pacaembu lotado com mais de 33 mil pagantes.

Nesta segunda-feira, o São Paulo parte para série de amistosos no exterior: na Alemanha, em Portugal e no Japão (onde disputa a Copa Suruga). O primeiro desafio é na próxima quarta-feira, contra o Bayern de Munique (ALE), atual campeão da Liga dos Campeões da Europa, na Allianz Arena, em Munique. Já o Corinthians recebe o Grêmio às 21h50 do mesmo dia, no Pacaembu, pela décima rodada do Brasileirão.

CORINTHIANS 0 x 0 SÃO PAULO

Local: Pacaembu. São Paulo (SP)
Data e hora: 28/7/2013, às 16h
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)

Público e renda: 33.336 público pagante / R$ 1.116.631,00
Cartões amarelos: Guerrero e Fábio Santos (COR); Jadson (SPO)
Cartões vermelhos: Não houve

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Romarinho, Danilo (Douglas, aos 32'/2ºT) e Emerson Sheik (Renato Augusto, aos 16'/2ºT); Guerrero (Alexandre Pato, aos 16'/2ºT). Técnico: Tite.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Rafael Toloi, Paulo Miranda e Reinaldo; Rodrigo Caio, Fabrício (Maicon, aos 23'/2ºT), Wellington e Jadson; Osvaldo e Ademilson (Roni, aos 26'/2ºT). Técnico: Paulo Autuori.

O quinto Majestoso do ano terminou empatado por 0 a 0 no Pacaembu, na tarde deste domingo, em confronto válido pela nona rodada do Brasileirão. Nos anteriores, três vitórias do Corinthians e um empate. O resultado foi ruim para ambos os times, já que nem o Corinthians conseguiu se recuperar no Nacional nem o São Paulo pôs fim a seu jejum de vitórias, que agora é de 12 partidas, o maior de sua história. O bom para o Tricolor foi ter ao menos encerrado a série de oito jogos com derrotas, no entanto, ainda amarga a zona de rebaixamento.

A partida começou com domínio completo do Corinthians. Com a posse de bola, os alvinegros partiram rapidamente para o ataque, sempre levando perigo ao gol de Rogério Ceni. Na principal oportunidade de gol, o volante Guilherme chutou de fora da área para boa defesa do goleiro são-paulino. E quando o adversário tentava sair, os corintianos faziam uma blitz no campo do Tricolor para tomar a bola. Assim, os visitantes passaram todo o primeiro tempo sem acertar um chute sequer no gol de Cássio.

Osvaldo tenta passar por Ralf e Guilherme no Majestoso (Foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

Outra boa chance corintiana aconteceu aos 26 minutos. Em jogada de Edenilson com Romarinho pela direita, o segundo chutou cruzado da entrada da área e a bola passou bem perto da trave direita de Ceni.

Aos poucos, o Tricolor conseguiu encontrar brechas na defesa adversária para partir em contra-ataques, mas sem êxito. Algumas vezes por intervenções precisas dos defensores corintianos, outras, por erros no último passe dos são-paulinos. Com isso, a primeira parcial chegou ao fim sem gols.

EQUILÍBRIO

O segundo tempo começou com mais uma chance do Corinthians, em cabeçada de Paulo André após cobrança de falta de Romarinho. No entanto, a partir daí, o São Paulo começou a se posicionar melhor em campo, com trocas rápidas de passe, e teve mais presença no campo de ataque. O problema é que o time sentiu falta de Luis Fabiano no meio da área, para finalizar. Em um desses lances, Ademílson chutou com força para boa defesa de Cássio, aos 10 minutos. Foi o primeiro chute do Tricolor que acertou no gol rival.

Vendo seu time passivo em campo, o técnico Tite resolveu fazer alterações. Aos 16 minutos, colocou Alexandre Pato e Renato Augusto nos lugares de Guerrero e Emerson Sheik, respectivamente. E logo aos 21, Guilherme lançou Pato nas costas de Rafael Toloi. O atacante chutou cruzado de canhota para fora, perdendo grande chance de abrir o placar.

Na sequência, Paulo Autuori também mudou sua equipe, colocando Maicon e Roni nos lugares do estafado Fabrício e de Ademilson. O jogo teve uma melhora técnica, mas sempre com a mesma característica: o Tricolor atacando mais, sem efetividade, e o Corinthians perigoso quando chegava ao ataque. Principalmente, depois da entrada de Douglas, que conseguiu armar boas jogadas para Pato finalizar. No entanto, o Majestoso terminou mesmo sem gols no Pacaembu lotado com mais de 33 mil pagantes.

Nesta segunda-feira, o São Paulo parte para série de amistosos no exterior: na Alemanha, em Portugal e no Japão (onde disputa a Copa Suruga). O primeiro desafio é na próxima quarta-feira, contra o Bayern de Munique (ALE), atual campeão da Liga dos Campeões da Europa, na Allianz Arena, em Munique. Já o Corinthians recebe o Grêmio às 21h50 do mesmo dia, no Pacaembu, pela décima rodada do Brasileirão.

CORINTHIANS 0 x 0 SÃO PAULO

Local: Pacaembu. São Paulo (SP)
Data e hora: 28/7/2013, às 16h
Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Vicente Romano Neto (SP)

Público e renda: 33.336 público pagante / R$ 1.116.631,00
Cartões amarelos: Guerrero e Fábio Santos (COR); Jadson (SPO)
Cartões vermelhos: Não houve

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Romarinho, Danilo (Douglas, aos 32'/2ºT) e Emerson Sheik (Renato Augusto, aos 16'/2ºT); Guerrero (Alexandre Pato, aos 16'/2ºT). Técnico: Tite.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Rafael Toloi, Paulo Miranda e Reinaldo; Rodrigo Caio, Fabrício (Maicon, aos 23'/2ºT), Wellington e Jadson; Osvaldo e Ademilson (Roni, aos 26'/2ºT). Técnico: Paulo Autuori.