icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
28/02/2015
14:01

Um dos lanterninhas da Liga de Basquete Feminino (LBF), o Brasília está se especializando em levar goleadas na competição, pela terceira vez o time saiu de quadra levando uma surra. beste sábado pela manhã perdeu por 120 a 38. Foi a pior derrota do time da Capital Federal, que nas rodadas 8 e 10 já havia sido surrado pelo América-PE por 112 a 54 e 111 a 46, respectivamente (veja abaixo todos os jogos do Brasília).

Com esse fracasso, o time brasiliense tem uma vitória e 14 derrotas, em penúltimo lugar. Somente à frente do único time que ele venceu, na rodada de estreia, o Basquete Jaraguá (que tem uma derrota e 13 derrotas). Só que há uma diferença: enquanto o Jaraguá tem derrotas apertadas e apenas três vezes perdeu por mais de 20 pontos de diferença. O Brasilia quase sempre é goleado: dez de seus 14 fracassos terminaram com diferenças de 20 ou mais pontos a favor de seus adversários. 

Neste sábado não foi diferente. Jogando em casa diante do favorito ao título ao lado do América-PE, o Brasília foi alvo fácil.  A ADCF Unimed/Americana manteve o momento favorável na Liga de Basquete Feminino (LBF). Já no primeiro tempo  vencia  por 57 a 16, disputada no ginásio do Clube da Vizinhança, em Brasília (DF). Com a vitória, o time comandado pelo técnico Antônio Carlos Vendramini chegou aos 29 pontos, em 15 jogos realizados (14 vitórias e 1 derrota), seguindo na vice-liderança, mas mantendo a melhor campanha.

E MAIS:
> F1: Nos treinos da manhã deste sábado, Felipe Massa é o mais rápido
> Liga das Américas: Flamengo vence Halcones e está próximo da vaga para o quadrangular final

O quarto inicial foi totalmente dominado pelo time de Americana, que conseguiu impor o seu ritmo, com uma marcação pressionada que dificultou as ações da equipe da casa (23 a 06). No segundo, só deu ADCF Unimed/Americana aproveitou o excesso de erros do adversário e seu domínio nos rebotes para ampliar ainda mais a sua vantagem (32 a 10).

No terceiro e quarto períodos, o panorama seguiu o mesmo, com a agremiação paulista, que é a atual campeã da Liga de Basquete Feminino (LBF), mandando no jogo e fazendo a diferença crescer (32 a 11 e 31 a 11).

Os destaques da partida foram Damiris do Amaral (25 pontos e 12 rebotes – double-double), Clarissa dos Santos (20 pontos e 16 rebotes – double-double) e Palmira Marçal (17 pontos), em favor da equipe paulista. Pelo lado do Brasília, Fabi Oliveira (12 pontos) e Kananda Benedicto (11 pontos, 3 rebotes e 1 assistência) foram as melhores.

 - Procuramos fazer um rodízio grande, dando o mesmo tempo de quadra as nossas atletas, evitando assim, um desgaste maior. E, tudo caminhou a contento, comenta o técnico Antônio Carlos Vendramini, da ADCF Unimed/Americana, que comandará o time Brasil na segunda edição do Desafio das Estrelas da LBF, que acontece no dia 7 de março, às 13h15 (de Brasília), em Franca (SP).


O Brasília/BasqueteVizi buscará a recuperação contra a APAB/Unifeb Barretos, na segunda-feira (02 de março), às 20h (de Brasília), atuando novamente em seus domínios. Já a ADCF Unimed/Americana encara o Maranhão Basquete, na mesma data e no mesmo horário, jogando em São Luís (MA).

O Jogos do Brasília na LBF 2014/15

15/12 - 79 x 74 Jaraguá (Em casa)

7/1     - 67 x 77 Barretos (fora)

9/1      - 59 x 90 - Unimed/Americana (F)

14/1    - 55 x 81 - Maranhão (C)

17/1    - 50 x 56 - São José  (C)

19/1    - 52 x 86 - Presidente Venceslau (C)

24/1    - 48 x 60 - Sport (C)

26/1    - 54 x 112 - América-PE (F)

28/1    - 72 x 92 - Santo André (C)

31/1   - 46 x 111 América (C)

2/2      - 68 x 90 - Sport (C)

6/2      - 48 x 76 - Maranhão (F)

20/2    - 48 x 62 - Presidente Venceslau (F)

22/2    - 53 x 89 - São José (F)

28/2    - 38 x 120 - Unimed/Americana (C)