icons.title signature.placeholder Gabriel Cassar
19/02/2015
19:46

Alexander Peya é, certamente, o austríaco mais brasileiro que existe. A parceria com o tenista Bruno Soares, que já dura mais de 2 anos, é uma das mais vitoriosas dos últimos tempos. Nesta quinta-feira, a dupla avançou no Aberto do Rio, conquistando a vaga nas semifinais do torneio de duplas masculino.

Para Peya, é muito especial disputar uma competição na "casa" do brasileiro.

- É bom ver quantas pessoas torcem pelo Bruno, ele é um cara muito popular aqui, gente boa. Acredito que jogar nessas condições, com a torcida apoiando, seja algo que os tenistas devam abraçar, realmente aproveitar. É espetacular essa interação.

Questionado sobre sua "fama" na Áustria, Peya brincou.

- Gosto mais daqui, as pessoas falam mais comigo e me reconhecem!

Sobre as condições de jogo no Aberto do Rio, o austríaco garantiu que não é o calor o principal "vilão" de seu jogo

- Estou acostumado ao calor, no circuito jogamos muitas vezes nesta temperatura. O maior problema para mim é a umidade, eu transpiro muito, o que pode atrapalhar na hora do jogo. Mesmo assim, não é lá grande coisa.