icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
28/11/2014
09:45

A ótima experiência que o Atlético-MG teve com o Mineirão nesta temporada poderá ser crucial para que o clube mande mais jogos no Gigante da Pampulha em 2015. Além de um público maior, ao levar jogos no estádio, o clube também sai ganhando na parte financeira, aumentando os lucros. A estratégia da provável futura nova gestão não visa descartar totalmente o Independência, mas fazer do Mineirão a casa do Galo em algumas ocasiões.

- O Independência é nossa casa, nosso parceiro. A questão do Mineirão é a seguinte, quando for jogo que tem condições, a gente joga lá - falou Daniel Nepomuceno, único candidato à presidência do clube e provável próximo presidente do Atlético-MG a partir do próximo dia 3 de dezembro.

MAIS:
> Para não perder o costume, Kalil lustra a taça da Copa do Brasil
> Donizete brinca ao relembrar chegada de Levir: 'achei que ia acabar com o time'

Desta forma, a arena do Horto deverá ser utilizada principalmente nos jogos do estadual. Já na Libertadores, a possibilidade é de levar os jogos para o Mineirão, já que certamente deverá contar com um público superior ao de 20 mil.