icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
28/03/2014
11:27



O clima ficou tenso no São Paulo após a eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista para o Penapolense. Em treino realizado na manhã desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, os volantes Maicon e Fabrício se desentenderam após dividida no meio de campo e precisaram ser contidos pelos colegas.

Na atividade, o técnico Muricy Ramalho escalou duas equipes com 15 jogadores cada. O time que vestiu colete azul contava com os titulares da última partida do Tricolor mais a presença do zagueiro Paulo Miranda, do volante Denilson, do meia Gabriel Boschilia e do atacante Alexandre Pato.

Os reservas tentavam impor forte ritmo de jogo contra a equipe principal e equilibraram o treino. A disputa ficava acirrada a cada lance, até que Maicon tentou antecipar Fabrício de maneira dura. Fabricio, rispidamente, usou o braço para tirar o camisa 18 da jogada e teve o gesto copiado pelo titular. Maicon ainda ouviu xingamento e rebateu: "Vai se f... você". A discussão seguiu quando Fabricio afirmou que o companheiro era "perna", gíria para jogadores marrentos, e causou revolta no meio-campista: "O que? O que? Eu nunca te desrespeitei, rapaz. Vai tomar no c..."

Antonio Carlos, pelo time azul, e Lucas Farias, jovem lateral-direito dos reservas, foram os primeiros a apartar a confusão. Ao final do treino, Fabricio caminhou lentamente até o banco de reservas e tentou reaproximação com Maicon. Os dois conversaram um pouco, enquanto a comissão técnica se reuniu ao lado.

À parte de toda a confusão, Souza treinou mais uma vez no gramado. O volante está em fase final da recuperação de lesão no joelho direito e deve estar à disposição de Muricy Ramalho para o dia 9 de abril, quando o São Paulo recebe o CSA no Morumbi pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil.