icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/04/2014
11:04

A mãe de Reeva Steenkamp, a mulher que foi morta nas primeiras horas do dia 14 de fevereiro de 2013 vítima de tiros do seu namorado Oscar Pistorius, confessou nesta quinta-feira, em entrevista ao jornal britânico "Daily Mirror", que está obcecada em observar Pistorius, um ex-atleta biamputado e campeão paralímpico.

- Olho para Oscar (Pistorius) a todo momento para verificar como ele está lidando, como se comporta. Estou obcecada em olhar para ele, é instintivo, não tenho como explicar. Ele tem sido muito dramático, com os vômitos e os choros - disse June Steenkamp, lembrando as cenas em que Pistorius vomitou e outras várias em que o ex-atleta chorou no tribunal.

Desde o dia 3 de março, o Tribunal de Pretória, na África do Sul, está no centro das atenções em função do julgamento de Oscar Pistorius. Ele é acusado de ter matado Reeva de forma proposital, mas se defende garantindo que atirou nela por ter confundido com um intruso no banheiro.

O ex-atleta de 27 anos namorava Reeva há apenas três meses quando ocorreu o incidente. Ele não teve a oportunidade de conhecer June Steenkamp, mas já a cumprimentou durante o julgamento. A mãe de Reeva falou na entrevista que não sabe se Pistorius está atuando ou não no tribunal.

- Não sei se ele está atuando. Minha presença o deixa nervoso, tenho certeza. Ele deve me olhar no tribunal e sentir meus olhos sobre ele. E penso que isso faz muita diferença - acrescentou June.

A previsão é que o julgamento de Pistorius seja encerrado em meados do mês de maio. Se for condenado, o ex-campeão paralímpico pode receber prisão perpétua.

O julgamento já passou por várias fases, com a acusação apresentando diversos argumentos. Entre eles, afirma que Pistorius estava sem as próteses quando arrombou a porta do banheiro, apesar da defesa garantir que ele utilizava a peça. A porta do banheiro, inclusive, foi levada ao tribunal para análise.

Visinhos de Pistorius, que mora em um condomínio, também já foram ao tribunal apresentar suas versões. O ex-atleta começou a prestar o seu depoimento nesta semana, onde a sua defesa também dará início à apresentação das testemunhas de defesa.