icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2014
20:58

A segunda passagem de Luiz Felipe Scolari pela Seleção Brasileira ficará marcada pela humilhante derrota para Alemanha por 7 a 1, em Belo Horizonte. Antes, o treinador havia conquistado a Copa das Confederações com 100% de aproveitamento, vencendo a Espanha, atual campeã do mundo, de forma incontestável na final.

Campeão do mundo em 2002, durante a primeira passagem, também vencendo todos os jogos, Felipão chegou a ser considerado pela torcida verde-amarela como "o salvador da pátria". O nome do treinador era gritado na época em que Mano Menezes era o treinador (2010-2012), algo que aconteceu com muita intensidade em partidas no Serra Dourada.

E MAIS
> HOME: Veja as últimas notícias da Copa do Mundo
> Goleada deve encerrar ciclo de alguns jogadores

L!TV:
> Alemães elogiam recorde de Klose e não acreditam em revanche
> Humilhação! Alemanha esmaga Brasil com goleada inacreditável
> Histórico! Saiba o que está por trás do vexame da Seleção
> Mãe de Angélica troca jogo da Seleção por Chaves
> Após goleada, Alemanha ‘vira’ Flamengo na Copa do Mundo

Scolari mudou o jeito de jogar da Seleção. Ao contrário de Mano, apostou num atacante de área no lugar do "falso 9". O treinador nunca escondeu que optaria por um estilo mais competitivo em detrimento de um futebol mais plástico, marca tradicional do Brasil no passado.

O treinador colocou o Brasil entre os quatro melhores da Copa do Mundo, no entanto, sem encantar e empatando com Chile e México.