icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/12/2013
17:07

Após Abel Braga afirmar que vai observar o meio-campo Lucas Lima, que pertence ao Internacional, mas estava no Sport por empréstimo, todas as esperanças do Leão de ainda poder contar com o atleta em 2014 foram por água abaixo. O meia tem propostas de diversos outros clubes, inclusive do exterior, e o Sport já considerava a negociação difícil, agora depois da declaração de Abel, que não pretende liberar o atleta, ficou claro que ele não voltará a vestir as cores do Rubro-Negro na próxima temporada.

Já o caso de Marcos Aurélio, que também pertence ao Colorado, é diferente. O Inter não vai ficar com o atleta, mas pode usá-lo como moeda de troca em outras negociações, já que teve um bom destaque na disputa da Série B pelo Rubro-Negro, marcando 22 gols e se tornando o vice-artilheiro da competição. Para que o Sport fique com o atacante, terá que pagar o salário integral dele, coisa que não acontecia em 2013, quando a responsabilidade era divida entre os dois clubes. Para complicar a situação, o atacante, de acordo com o seu contrato, teria direito a um reajuste salarial no próximo ano, passando a receber R$220 mil por mês.

- Não voltamos a conversar. Está tudo parado. Recebemos mais propostas pelo jogador - afirmou o empresário de Marcos Aurélio, Adriano Spadotto, que está em Doha, no Catar. 

Um dos interessados no atacante pode ser um time do Oriente. E além do possível interesse de outras equipes, outro fator para a fastar o jogador do Sport é a nova polítca de sanidade financeira que a diretoria vem pregando para o ano que vem. Nestas circunstâncias, o salário do atacante é muito alto.

- É jogador que nos interessa. Vamos voltar a procurar o Inter assim que houver uma definição. Mas é um valor muito alto, que não temos condições de assumir sozinhos - afirmou o presidente do Conselho Deliberativo dob Sport, Gustavo Dubeux.