icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira
11/06/2014
16:07

Com 37 anos, o atacante Loco Abreu vive os últimos anos como jogador de futebol. Mas ao contrário de outros atletas, que encerram sua passagem pelas respectivas seleções algum tempo antes do fim da carreira, o camisa 13 segue com vontade de defender o Uruguai. Fora da disputa da Copa do Mundo, ele mostrou confiança na Celeste - e especificamente na recuperação de Luis Suárez, que passou por uma cirurgia no joelho esquerdo no dia 22 de maio - e numa convocação para a Copa América de 2015, que será disputada no Chile.

- Suárez já esta melhor. Ele está bem. E o Uruguai vem de uma boa sequência para o Mundial. Ainda penso na Copa América do ano que vem. Estou aí e seguirei jogando enquanto a bola estiver entrando. Vou pensar em tudo. Não tenho data para parar de jogar - afirmou Loco, em evento organizado por torcedores do Botafogo para ele, na terça-feira.

Ídolo do Glorioso, Loco já admitiu que errou em deixar o Botafogo em 2012. Depois, rodou por Figueirense, Nacional (URU) e Rosario Central (ARG), mas sem o mesmo sucesso dos tempos de General Severiano. E ele acredita que se tivesse ficado no Rio de Janeiro teria mais chances de ser chamado para a Copa do Mundo.

- Saí de um clube grande como o Botafogo, num futebol importante como o brasileiro. É diferente. Mas agora quero que o Uruguai tenha uma boa campanha na Copa e consiga igualar ou melhorar a campanha de 2010 (o Uruguai ficou em quarto lugar na Copa da África do Sul).