icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2014
17:19

A delegação do São Paulo embarcou no fim da tarde desta segunda-feira para o Equador. Após sair de Criciúma de ônibus para Florianópolis e da capital catarinense pegar voo de madrugada para São Paulo, o grupo voltou ao aeroporto para maratona ainda mais intensa: escala em Lima, no Peru, e conexão em Quito antes de chegar a Guaiaquil, palco do confronto com o Emelec às 22h desta quarta-feira.

A sequência de longas viagens é mais um fator que atrapalha a recuperação dos jogadores, esgotados pelos três jogos em apenas seis dias na última semana. O volante Souza, um dos mais afetados pela maratona, vem sofrendo com dores na região do púbis, mas nem por isso pensa em ser poupado nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Depois de ter jogado apenas metade do segundo tempo com o Criciúma, o camisa 5 assegura que tomará até injeção para aliviar a dor e ficar à disposição de Muricy Ramalho.

- Melhorar não tem como. Ainda sinto um pouco de dor. Infelizmente tive que entrar no jogo (no Heriberto Hülse) pela fatalidade do Maicon ter se machucado, mas não tem mais como gerir. Agora temos que ir pro pau, deixar a dor de lado e superar tudo para trazer a classificação. Até a partida vou tratar bastante, intensivamente para jogar sem dor. E se tiver com dor, vou jogar também. Tomo injeção e tenta inibir um pouco a dor. O importante é estar bem para ajudar a equipe - prometeu o volante.

Souza, assim como o técnico Muricy Ramalho, não hesita em apontar o culpado por seu problema físico no período mais importante da temporada: o calendário apertado. Segundo o marcador, um caso semelhante já havia prejudicado seu futebol no fim do ano passado, quando ainda defendia as cores do Grêmio.

- Há muito tempo não tinha dor no púbis. Tive no Grêmio também no fim da temporada, no ano passado. Vem se repetindo coincidentemente pela sequência de jogos no fim da temporada. Sei que é por causa dessa maratona, então temos que suprerar, tratar e descansar para ajudar a equipe da melhor forma - projetou.