icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Fellipe Lucena
19/12/2013
07:25

O Palmeiras está próximo de reforçar o sotaque castelhano em seu elenco. Além de Valdivia, Mendieta e Eguren, o torcedor alviverde deve ver Jorge Moreira, lateral-direito do Libertad (PAR), com a camisa do clube em 2014.

Na lista de reforços de Gilson Kleina desde o início do ano, o jogador paraguaio de 23 anos de idade está com a transferência para o Palestra Itália bastante encaminhada.

– Estamos muito perto de concretizar a negociação. Está quase certo que o Libertad vai vender o jogador para o Palmeiras. Dificilmente não sai negócio. Faltam apenas detalhes  – declarou ao LANCE!Net o empresário do atleta, Hector Peralta.

Nesta quarta-feira, Moreira e seu representante se reuniram com o presidente do Libertad em Assunção (PAR). Durante a conversa, o lateral deixou clara para o mandatário a sua vontade de deixar o Paraguai para atuar no Brasil a partir de 2014 – o contrato dele com o Verdão seria de três ou quatro anos, segundo o agente.

– Estive reunido com o presidente e nesse encontro falaram com o Brunoro (diretor-executivo do Palmeiras). Agora estão conversando sobre a proposta do Palmeiras – revelou o jogador, também à reportagem.

O presidente do Libertad sinalizou positivamente com a possibilidade de liberar Moreira.

– Eu disse a ele que é uma boa oportunidade para mim, para poder jogar no Brasil. Ele entendeu e agora fica nas mãos dos clubes – finalizou.

O vínculo do paraguaio com a sua equipe atual vai até dezembro de 2014. Por conta deste prazo, o Libertad tem seis meses para receber uma recompensa financeira em uma possível venda. Depois, Moreira poderá assinar um pré-contrato no meio do ano que vem e sair de graça.

O nome do gringo está na pauta palmeirense desde a a última Libertadores. Ele chamou atenção da comissão técnica nos confrontos com o Alviverde na fase de grupos.

Foi nesta época também que a diretoria decidiu investir em Mendieta. Em fevereiro, Kleina já havia afirmado que "adorou" Moreira e Mendieta no duelo dos times.

A CBF mudou de três para cinco o limite de jogadores estrangeiros por equipe a partir da temporada que vem.

Vaivém: Santos e Palmeiras puxam a fila das negociações no Brasil