icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2014
11:15

Os vacilos do sistema defensivo do Galo foram comentados não só pelos jogadores, mas também pelo técnico Levir Culpi. O comandante do Atlético-MG chamou a atenção para a desatenção nas bolas aéreas em uma defeza que conta com a dupla de zaga Leonardo Silva e Réver, uma das mais altas e cotadas como uma das melhores do país.

- Bola parada por exemplo. No primeiro gol, ficamos discutindo com os jogadores adversários, eles bateram a falta e fizeram o gol. Desnecessário. Foi um vacilo. Na outra bola, a nossa zaga, que é uma das melhores do Brasil na bola área, a bola caiu ali e não conseguimos tirar. Nos dois últimos jogos tivemos problemas. Temos que melhorar nisso e nas finalizações - falou o treinador.

MAIS:
> Jogadores do Atlético-MG lamentam derrota no Recife
> Jô admite que Ronaldinho já se despediu dos companheiros

Para Levir, o Atlético-MG merecia sair do Recife ao menos com um empate, já que atuou melhor contra o Sport, mas não aproveitou as chances criadas como o time pernambucano.

- Foi decepcionante, porque não acho que jogamos para ter esse resultado. Um resultado que não falou bem o que foi o jogo. Mas futebol é assim. Perdemos oportunidades para matar, e os caras não. Não dá para se queixar. A partir de agora já se pensa no Atlético-PR e teremos uma semana livre, o que é necessário para que eles estejam bem - disse, ainda elogiando o empenho dos jogadores na Ilha do Retiro.

- Isso é outra coisa que não posso deixar de registrar, que é o empenho de todos. Se houve um problema foi de ordem tática, técnica ou até de escalação. Mas eles estão correndo muito - finalizou.