icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
06/12/2013
12:11

Aos 38 anos, o ex-lateral-esquerdo e hoje meia Léo ainda acredita que tem lenha para queimar. Por isso, negocia com a diretoria do Santos e está próximo de fechar a renovação de seu contrato, que acaba no fim deste ano. O vínculo deve ser prolongado até o fim do Paulistão de 2014, quando o jogador deve se aposentar.

As negociações evoluíram nos últimos dias e um contrato já está sendo redigido pelo clube. A negociação é conduzida diretamente pelo veterano com os cartolas do Peixe.

A diretoria santista não desejava manter o Léo para 2014, mas sentiu-se pressionada com os pedidos públicos do ídolo alvinegro. Em entrevistas recentes, ele não escondeu a chateação por ter ouvido que não permaneceria na Vila Belmiro. Agora, ele receberá um salário menor do que vinha ganhando.

Assim, o veterano pode subir no ranking dos atletas que mais defenderam o Peixe. Atualmente, ele é o 10º, com 452 jogos, cinco a menos que Coutinho.

Maior campeão do Santos após a era Pelé, o jogador levantou oito taças pelo clube: dois Brasileiros (2002 e 2004), três Paulistas (2010, 2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010), uma Libertadores (2011) e uma Recopa Sul-Americana (2012).

Nesta temporada, na qual migrou da lateral-esquerda para o meio de campo no meio do ano, ele fez 31 jogos e apenas um gol.