icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/04/2014
15:59

A boa atuação do lateral-direito Edilson como volante no segundo tempo da partida contra o Internacional, no empate de 2 a 2, no domingo, pode dar novas opções de jogo ao Botafogo. Bem à vontade, o jogador se colocou à disposição do técnico Vagner Mancini para atuar em diferentes posições, mas lembrou que é lateral.

- Sou lateral de origem, mas já deixei bem claro, o que for para ajudar os meus companheiros e Botafogo, estou disposto. Se ele pensar em me usar numa outra função, estou disponível, mas a minha posição é lateral - disse o jogador à Rádio Brasil.

Antes de entrar no decorrer da partida, Edilson teve uma conversa com Mancini. O treinador mostrou a preocupação de conservar o atleta, mas a confiança do lateral foi determinante para a entrada dele em campo.

- Foi curiosa a forma que ele (Mancini) falou comigo, um cara que respeita muito o jogador. Ele perguntou se eu já tinha feito a posição. Eu falei que tinha feito somente uma vez, mas que estava pronto para ajudar. Então ele falou: 'Edilson, fico com medo de te expor e te queimar'. Eu respondi: 'Estou pronto. Não sou mais nenhum menino. Se acontecer vaias, não vão me abalar. Quero entrar e ajudar' - contou.

Com Lucas expulso na última partida, Edilson retoma a posição na lateral direita diante do Bahia, no próximo domingo, às 16h, na Fonte Nova, em Salvador.