icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/04/2014
15:19

Um dos jogadores mais antigos e experientes do grupo do Corinthians, o lateral Fábio Santos afirmou que Emerson Sheik está "chateado" com sua situação no clube. O técnico Mano Menezes não pretende utilizá-lo no restante da temporada e, por isso, a diretoria tenta de todas as formas negociá-lo.

- Sheik é um cara sempre muito alegre, não deixa os outros perceberem quando está triste, é sempre brincalhão, alegre... Eu, que estou com ele há três anos, sei quando ele está para cima ou para baixo. É natural ele estar chateado por não estar jogando. Não sei como está o noticiário, mas eu torço para ele ficar no grupo. Ele tem a confiança de todos e, ficando ou não, está marcado na história como um dos principais jogadores do clube. Torço para ele ficar - afirmou o camisa 6 do Timão, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Nesta quarta pela manhã, o atacante ficou apenas na academia do CT Joaquim Grava, enquanto os demais atletas realizaram atividade com bola. Segundo a assessoria do clube, ele está compensando a ausência do treino de segunda, quando pediu dispensa à diretoria, alegando problemas familiares - sua mãe estava no hospital.

Seu empresário, Reinaldo Pitta, chegou a conversar com alguns clubes nas últimas semanas, mas nenhuma negociação avançou. Atlético-MG e Botafogo foram os favoritos, mas esbarraram no salário. O jogador recebe cerca de R$ 500 mil mensais e os clubes não toparam nem pagar metade dos vencimentos - o Corinthians bancaria a outra metade. Sheik também tem dificultado, impondo diversos impecilhos.